6 de nov de 2011

Conheçam o Free Times Cafe!

Chegou o dia! Hoje, Amy Jo Johnson se apresenta ao lado de Michael Cram em um dos locais mais importantes da música intimista de Toronto, o "Free Times Cafe".

Que tal conhecermos um pouco mais sobre esse local, que é elogiado pela imprensa canadense há mais de 20 anos e um dos símbolos culturais da cidade de Toronto.

O site Examine, publicou em 2009, uma matéria onde Thomas Given conversa com a dona do Free Times. Confiram a tradução:

Toronto precisa do Free Times Cafe - Examine.com

Por: Thomas Given

O que foi a tarde que eu tive com a dinâmica proprietária Judy Perly descrevendo o que o 'Free Times Cafe' significa para si mesma e, claro, para a cidade de Toronto.

O 'Free Times Cafe' é um restaurante com um menu judeu enorme e diverso e com pratos do Oriente Médio e do Canadá. É também um bar acolhedor e encantador, com rosas frescas adornando o passar do dia no local. Este é um espaço para uma amplo entretenimento que é cuidadosamente selecionado, apresentado a cada noite da semana.

O 'Free Times Cafe' é também um ícone cultural na College Street de Toronto. No Free Times, os eventos da cidade, do governo a do mundo são discutidos. Há leituras de poesia. Há mostras de arte. Há um grande número de encontros culturais. Para conferir tudo isso, é melhor ir à fonte e olhar o calendário de eventos do Free Times.

"Este é o nosso 28º ano", diz Judy, "e estamos segurando o recorde de ser a mais antiga vitrine musical nas 7 noites da semana de Toronto".

Nas noites de segunda-feira, o palco do Free Times é aberto. "Temos um processo do tipo de mover as pessoas, convidando-as para se apresentarem de novo, ou, eventualmente, pedindo a apresentação de nova pessoa", Judy revela. "Então a lista dos nossos amigos músicos mais próximos sempre está crescendo e mudando". Diz Judy. Então eu perguntei se poderia tocar um dia lá, tenho sido uma baterista de rock and roll por 35 anos. Alguma chance para mim aqui? "Ah, você sabe, provavelmente não", disse ela, educadamente, me deixando para baixo sempre delicadamente.

A música no Free Times é tocada na parte mais acústica. A atmosfera quase chama por ela. Quentes cabines de madeira adornadas na cores verde terra e marron estão espalhadas por todo o local. A sala adjacente é uma longa fileira de cabines e mesas confortáveis para duas ou quatro pessoas, ou mais, bastando juntar as mesas, com uma grande janela panorâmica de frente para a rua.

As paredes são cobertas de obras de arte originais conseguidas a partir da comunidade local. Como se entra pela parte do restaurante, a parte superior da parede oposta ao bar está completamente coberta com artigos de todos os jornais da cidade que elogiaram o 'Free Times Café' ao longo de todos esses anos.

Artigo original e completo em:
http://www.examiner.com/nightlife-in-toronto/toronto-needs-the-free-times-cafe


Últimas postagens: