Tudo sobre o Never Broken:

Acesse nossa página especial dedicada ao terceiro álbum da Amy Jo Johnson.

Review sobre o curta Bent:

Confira a tradução da review escrita por Sherryn Daniel para o primeiro curta-metragem da Amy Jo.

Tudo sobre Flashpoint:

Acesse nossa página especial sobre a série com galeria de fotos e guia de episódios.

Perfect Body no Netflix Brasil:

O filme agora está disponivel aos assinantes da Netflix no Brasil, saiba mais.

The Space Between:

O site oficial do primeiro longa-metragem de Amy Jo como cineasta já está no ar! Clique na imagem e confira:

31 de dez. de 2011

Feliz ano novo!

Dedicamos este wallpaper a todos os fãs da Amy Jo Johnson que participaram, ajudando, comentando e curtindo nossas publicações ao longo de 2011. Você são demais! Obrigada por seu apoio e estamos contando com a presença de vocês aqui no Amy Jo Brasil nesse ano novo. Feliz 2012!
 


30 de dez. de 2011

13th Street entrevista Amy Jo Johnson

A quarta temporada de Flashpoint, que terminou esse mês no Canadá, chega a Austrália, e para promover a estréia dessa temporada, o canal "13th Street Universal" publicou essa semana, uma entrevista  com uma das estrelas da série, a nossa Amy Jo Johnson.

Confiram a tradução:

 

 FLASHPOINT: 

Perguntas e respostas com Amy Jo Johnson:





"De seu primeiro papel de destaque como Kimberly Hart, a Ranger Rosa em Mighty Morphin Power Rangers, aos papéis aclamados pela crítica em Felicity e outros, Amy Jo Johnson encontrou sua casa como Jules Callaghan na série canadense, Flashpoint. A série de televisão sobre uma equipe tática especial que resgata reféns, prende gangues, desarma bombas e leva outros casos difíceis, continua em 2012 com a quarta temporada. Amy Jo Johnson conversou com "13th Street" sobre a série e a vida por trás das cenas do drama policial explosivo".
 
Descreva a série para alguém que nunca tenha visto Flashpoint:

AJJ: É uma série policial que vem a partir da perspectiva de um policial. Flashpoint realmente mostra a humanidade pela qual os oficiais têm que passar, lidando com seu trabalho. Nós não somos apenas policiais ou atiradores. A série realmente vai dentro da experiência humana das pessoas com o uniforme.

O que os telespectadores podem esperar da quarta temporada?

AJJ: No início da terceira temporada parecia que estávamos ficando sem histórias. Quero dizer, existem apenas bastante histórias de refém que você pode fazer. Assim, os escritores e produtores realmente tiveram que se colocar em um grupo de reflexão e trabalhar extra e pesado para a a quarta temporada e para mim essa temporada, como atriz e pessoalmente, tem sido a melhor já escrita e as melhores histórias até o momento. Quando você tem que pensar de maneira diferente, fica melhor. Estou muito orgulhosa do que temos filmado e espero que o público veja isso também.

FLASHPOINT é a série mais longa em que você já ficou desde o início. Porque você acha que ela é? Você ainda está gostando de trabalhar na série?

AJJ: Tem sido uma verdadeira revolução, ela mostra como isso tem sido para mim. O primeiro ano eu estava grávida e encontrei de muitas formas uma nova vida, morando no Canadá... O segundo ano eu tive meu bebê e me senti mais forte por causa disso. O terceiro ano eu meio que me estabeleci um pouco e no ano passado foi realmente incrível, alegre e divertido, então estou realmente ansiosa para a quinta temporada.

O final da terceira temporada de Flashpoint configurou algumas histórias interessantes para a quarta temporada - essas histórias foram trabalhadas?

AJJ: Elas realmente foram, e elas são histórias que correm ao longo da temporada inteira. A maioria das emissoras gostaria de ter uma série policial contida dentro de um episódio para os espectadores que não a acompanham. Mas os fãs querem ver os personagens até o fim. Como ator você quer ter um enredo. Na quarta temporada, eles entraram com  mais de histórias de fundo em nossos personagens que, como ator, torna o trabalho mais interessante também. Mas, sim eles realmente trabalham com os suspenses que foram apresentados no final da temporada 3.

O que te atraiu para Flashpoint?

AJJ: Eu não estava no piloto original, mas quando cheguei e entrei, eles me mostraram o original e eu fiquei agradavelmente surpreendida e orgulhosa do trabalho que eu tinha conseguido, porque era tão bem escrito e teve muito coração e muita humanidade nele. Eu sinto que cada episódio é assim. É um dos melhores empregos que já tive. Não só pelo lado criativo, mas pelo lado pessoal, as pessoas com quem eu estou trabalhando se tornaram uma família para mim. Eu sinto que eu estou trabalhando com pessoas muito, muito especiais. Isso só acontece em um número de vezes em sua vida. Este é um daqueles momentos em que eu tenho que saborear o momento, porque eu me sinto muito especial.

Agora, é verdade que você se mudou para Toronto por causa da série?

AJJ: Foi o impulso. Quando a primeira temporada acabou eu pensei em ficar, porque me apaixonei pela cidade e eu tive uma menina e eu acho que é um lugar fantástico para ela. Eu era uma espécie de cigana antes. Eu estava morando em Montreal e não sabia para onde ir depois. Eu acho que eu encontrei minha casa em Toronto.

Você é a única "não-canadense" que trabalha em tempo integral na série...

AJJ: Eu me mudei para Montreal dois anos antes da audição para a série, foi apenas um tipo de mudança na minha vida. Eu estava morando em Los Angeles por 15 anos antes disso. E então eu me tornei uma cigana. Eu dirigi pelas fronteiras do país e fiz filme de uma semana em Montreal e eu estava tipo "oh, eu gosto daqui". Eu já tinha começado o processo de passar pelas coisas da imigração somente para me tornar uma residente permanente por mim mesma. Isso ajudou a solidificar a minha situação.

Então você chama a si mesma de canadense agora?

AJJ: Ah e eu sou. Meu marido é, minha filha é. Isso é engraçado... Quando eu deixei Los Angeles e peguei estrada para descobrir quem eu era, todos os meus amigos estavam dizendo "quem deixa Los Angeles e consegue uma série em outro lugar?" (Risos). Quem faz isso? É apenas um tipo de acontecimento. Na época, eu decidi que queria parar de atuar... Estava satisfeita com isso e eu fui embora. Então eu venho para o Canadá e consigo um papel realmente grande.

O papel de uma vida?

AJJ: Sim, é como isso foi (Risos).

Agora vamos falar sobre alguns de seus co-estrelas de Flashpoint. Em vinte cinco palavras ou menos o que você pode-me dizer sobre... Hugh Dillon, que faz o papel de Ed Lane:

AJJ: Ele tem muito coração e ele é um dos meus melhores amigos no mundo. Ele é hilário, uma das pessoas mais engraçadas que eu já conheci.

Enrico Colantoni, que faz o Sargento Greg Parker:

AJJ: A pessoa mais profunda que eu já conheci. Ele é um professor tão grande e é uma bênção estar com ele. Ele é também um dos homens mais doces que eu já conheci.

Michael Cram, que faz o Kevin Wordsworth:

AJJ: Na verdade, estamos fazendo um show juntos. Eu vou tocar violão, ele vai tocar guitarra e cantar. Ele é hilário. Muito neurótico, mas incrivelmente hilário.

David Paetkau, que interpreta Sam Braddock:

AJJ: David se tornou como um irmão para mim. Eu me tornei uma grande amiga de sua esposa, e nossas famílias são grandes amigas. Ele é um vizinho, ele mora apenas dois quarteirões de distância.

Falando sobre David, o final da terceira temporada deu dicas que a relacionamento entre seus dois personagens poderá esquentar de novo. Existe mais vindo na quarta temporada?

AJJ: Eu não quero contar muito sobre o que acontece... Mas a quarta temporada definitivamente dá conta do nosso relacionamento amoroso.

Você gosta de interpretar as cenas românticas?

AJJ: Oh, com certeza, quando você está sempre correndo por aí com armas gritando "Pare, Polícia!" é sempre refrescante pegar um script onde você começa a ter contato com alguém, a ser humano e conversar. É sempre bom como ator. Gostei muito desse enredo.

Depois de interpretar uma policial na TV, você se sentiria confortável fazendo a prisão de cidadãos na vida real?

AJJ: Sem chance, eu definitivamente não. (Risos) Mas David (que interpreta o par romântico e companheiro de Amy na série, Sam) quase fez isso cerca de um ano atrás. Eu juro. Ele saiu de seu apartamento e viu uma velhinha ficando assaltada. E gritou "Pare Polícia" e perseguiu o cara na rua. Acho que ele deixou cair a bolsa, e foi correndo, mas ele se esqueceu completamente quem ele era e ele estava no personagem. Eu não sei se isso iria acontecer comigo.

Você tem tido uma seqüência incrível de trabalhos como atriz, mas é interessante olhar o seu site oficial que fala apenas sobre sua música e arte. Não existe nenhuma menção de sua atuação nele. Por que isso?

AJJ: Eu sei, porque eu tenho essa coisa onde na Internet, eu não quero que ninguém realmente me conheça. Eu me sinto uma pessoa muito privada, então eu coloquei minha música lá. É como um tipo de diário. Eu acho que a atuação vai cuidar dela mesma, da maneira que ela quiser. Eu não me sinto como promovendo a mim mesma como atriz, porque esse é o meu sustento. É uma sensação estranha, mas é como "Aqui está a minha música, essa sou eu".

Sendo uma pessoa privada, é estranho compartilhar parte de si mesma ao mundo através de sua música?

AJJ: Realmente, e você sabe que eu escrevi um romance alguns anos atrás, que era tão pessoal que eu nunca decidi publicá-lo. E então eu estou escrevendo um roteiro agora que eu realmente quero dirigir e é tão pessoal. Eu estou compreendendo que atuar é tão seguro que tudo que você tem que fazer, é ir conseguir um trabalho e eu posso me esconder atrás das palavras de alguém. Quando se trata de minha própria arte e criatividade e do que eu realmente quero mostrar, eu não posso fazer qualquer coisa. Eu sou uma criatura honesta, eu não sei o que o futuro trará com isso. Eu não sei o quanto eu posso dar. Se eu estou indo criar alguma coisa, isso realmente iria ser somente "eu".

Finalmente, alguma pista sobre o que teremos na quinta temporada?

AJJ: Eu gostaria de saber... Eu não tenho idéia. Espero que eu esteja lá, nunca se sabe!

O canal 13th Street Universal exibe Flashpoint  todas as terças às 8:30 pm.

25 de dez. de 2011

Feliz Natal!

Um "Feliz Natal" repleto de luz e felicidade a todos os fãs da Amy Jo Johnson ao redor do mundo. Merry Christmas!


24 de dez. de 2011

Rapidinhas:

1. Se depender da audiência, o público canadense considerou mesmo o episódio "Priority Of Life" como o verdadeiro season finale da quarta temporada de "Flashpoint". 

O episódio que mostrou Jules correndo risco de vida, deixou a CTV em primeiro lugar, fazendo a  Global  que exibia a série NCIS: Los Angeles, ficar em segundo. Já o contrário aconteceu com o último episódio, "Slow Burn", que acabou ficando em segundo lugar perdendo para a Global que exibia a série Glee. O sucesso de "Priority Of Life" foi mais que merecido: grandes atuações, uma história tocante e Amy Jo Johnson mostrando todo o seu poder de atuação. 

2. Com o fechamento da quarta temporada de "Flashpoint" esse mês, começamos a aguardar pelo que virá na próxima temporada. As gravaçoes da série voltam em Fevereiro em Toronto e serão mais 18 episódios para 2012. Os episódios já estão sendo escritos e já foi anúnciado um grande episódio para Jules para ir ao ar logo no começo da temporada.

3.  Os atores que fizeram parte do elenco de "Felicity" também estão no twitter e a Amy está seguindo eles: @Amanda_Foreman, @scottkfoley, @scottspeedmans, @greggrunberg, @donald_faison, @tangimiller e @IBGomez. O último tweet da Amy  foi para Amanda Foreman, que havia escrito para a Amy: "Eu estou com saudades". Amy respondeu: "Estou com saudade de você também menina...você estará vindo para Toronto em breve?".

4. A Band continua exibindo "Mighty Morphin Power Rangers". A partir dessa segunda-feira, a emissora dará início a segunda temporada da série com o episódio "O Motim", que mostra a chegada de um novo vilão, Lord Zedd. Continuam sendo exibidos 2 episódios por dia de segunda a sexta, às 9:15 da manhã e às 2:15 da tarde.

21 de dez. de 2011

MTV Movies: "Os 5 atores que queremos em Missão Impossível"

Com a estréia do novo filme da série Missão Impossível, que é produzido por JJ Abrams, o MTV Movies Blog fez uma matéria apontando o nome de 5 atores que já trabalharam com produtor e que poderiam estar na próxima sequência do filme. Os 5 atores escolhidos pela preferência do site foram:


. David Anders: Trabalhou com JJ Abrams em "Alias". 

. Kyle Chandler: Trabalhou com JJ Abrams em "Super 8". 

. Amy Jo Johnson: Trabalhou com JJ Abrams em "Felicity" e "What About Brian". 

. Lance Reddick: Trabalhou com JJ Abrams em "Lost" e "Fringe". 

. Ron Rifkin: Trabalhou com JJ Abrams em "Alias".

A matéria explica que a possibilidade de um desses atores estarem em um dos próximos filmes existe, pois JJ Abrams costuma convidar os atores com quem já trabalhou para participar de suas produções, o que incluiu os dois filmes mais recentes da franquia Missão Impossível.

Em "Missão Impossível 3", JJ Abrams trouxe Keri Russell, com quem tinha trabalhado na série "Felicity". Nesse novo filme, "Missão Impossível 4 - Protocolo Fantasma", foi a vez do ator Josh Holloway,  que trabalhou com JJ Abrams em "Lost".

Outros exemplos aconteceram em produções de JJ Abrams para a televisão. O ator Greg Grunberg participou de "Feliicty", "Alias", "The Catch" e no episódio piloto de "Lost". A atriz Amanda Foreman também participou de "Alias" e teve um papel importante em "What About Brian".

O filme "Missão Impossível 4 - Protocolo Fantasma", estreia dia 23 de dezembro nos cinemas do Brasil.

Matéria em inglês:
http://moviesblog.mtv.com/2011/12/16/mission-impossible-ghost-protocol-jj-abrams-josh-holloway/

 

19 de dez. de 2011

Entrevista ao Zap2it

O Zap2it reuniu entrevistas de três artistas, Paula Abdul, Kelsey Grammer e Amy Jo Johnson. Na parte de Amy, ela fala sobre mudança de emissora de Flashpoint e sobre como é morar no Canadá. Confiram:

> Amy Jo Johnson de "Flashpoint" no canal ION

Q: Qual é a sua opinião sobre a mudança de emissora da sua série policial "Flashpoint", da CBS para ION?

A: Eu estou feliz por ver a série continuando. Foi muito divertido e agradável estar na CBS, mas a série continua a ter a sua vida, e as pessoas ainda estão assistindo ela... E isso é suficiente para mim.

Acho que nesta temporada, o roteiro e as histórias foram as melhores que eles já fizeram. Eu realmente gostei um pouco mais dessa temporada. Jules entra em uma jornada que se resolve pelo final da temporada.

Q: O que você está achando do romance de Jules com seu companheiro de equipe, o Sam?

A: David (Paetkau, que interpreta Sam) é como meu irmão. Eu sou realmente uma boa amiga de sua esposa, e meu marido é realmente um bom amigo daquela família. É sempre como beijar meu irmão, mas é divertido ter outras coisas para fazer na série do que correr por aí com uma arma e dizendo às pessoas para elas colocarem as mãos para o ar.

Q: O que você acha sobre "Flashpoint", ter liderado uma nova onda de co-produções canadense-americanas?

A: Se este é o último ano de "Flashpoint", eu tenho todas essas outras oportunidades. Eu não estou preocupada em não trabalhar.

Q: Agora que você, seu marido e sua filha se mudaram para o Canadá, o que você está achando disso?

R: Eu realmente amo Toronto. Eu só fui para Los Angeles recentemente para ver os meus amigos, e eu gosto de lá, mas não tenho vontade de voltar. Eu gosto apenas da energia daqui de cima. Eu gosto das estações, a cultura dentro da cidade, como a cidade está contida ... Eu gosto.

Original em:

13 de dez. de 2011

Flashpoint: "Slow Burn" fecha a temporada

Flashpoint exibe hoje no Canadá, o episódio de encerramento da quarta temporada, "Slow Burn". Mesmo depois do emocionante episódio "Priority Of Life", algumas perguntas ainda ficaram no ar e elas prometem ser respondidas nesse último episódio do ano.

O clima de tensão está cima de Greg (Enrico Colantoni), e o episódio também promete uma conclusão para o romance de Jules (Amy Jo Johnson) e Sam (David Paetkau). O episódio inclui aparições especiais da Donna (Jessica Steen) e Wordy (Michael Cram).

Na época da gravação do episódio Mark Ellis chegou a publicar fotos dos bastidores que podem ser vistas aqui.

Sinopse:
Enquanto espera pela decisão de Parker, e também para ouvir se Sam e Jules serão colocados em equipes separadas por causa de seu relacionamento, a equipe enfrenta uma situação explosiva que empurra Parker ao seu ponto de ruptura emocional.

12 de dez. de 2011

Flashpoint: A escolha de Sam














Spoilers:

O que dizer do episódio "Priority of Life"? Ele foi sofrido, intenso, tocante, marcante e, sem dúvidas, o melhor episódio da quarta temporada. Jules nos deixou orgulhosos por tudo que tentou fazer como negociadora, por todos aqueles momentos que ela fez lagrimas escorreram de nosso rosto através de seu sofrimento. Ela estava ali, caída, e nos seus olhos víamos o seu pedido socorro, esperando que tivesse a chance de ser salva.

Sam teve que enfrentar a difícil escolha entre salvar Jules, ou salvar a refém, presas em uma sala com risco de contaminação. Salvar Jules, poderia leva-los a demissão e colocar seus empregos em risco para sempre, já que haveria a quebra do "código de prioridade de vida". Não salvar a Jules, poderia fazer ela perder a vida, já que além de ela estar ferida, o tempo estava se esgotando e a contaminação na sala do laboratório estava para acontecer.

Por fim, a escolha de Sam prevaleceu como uma verdadeira prova de amor. O olhar que Sam transmitiu para Jules, trazia o mais sincero dos sentimentos e as 3 palavras ditas por ele, simplificaram tudo: "Eu te amo".

A atuação da Amy foi digna de um Gemini Awards. Ela deixou o público com o coração na mão, levou os fãs ao desespero e teve uma de suas melhores atuações dentre todos os episódios da série. Impressionante como ela consegue surpreender e nos emocionar mais a cada temporada.

Parabéns Amy Jo Johnson. David Paetkau, Mark Ellis e a todos os responsáveis pela explosão de sentimentos vista nesse grande episódio de Flashpoint.

7 de dez. de 2011

E agora, Jules?

Hoje vai ar no Canadá o episódio mais aguardado da quarta temporada de Flashpoint, "Priority Of Life". O episódio deve definir questões importantes e promete deixar os fans da Jules e Sam emocionados.

Spoilers:

Com a Jules (Amy Jo Johnson) correndo perigo e o risco eminente de uma demissão, o episódio já tem sido visto como um verdadeiro "season finale", mesmo ainda faltando mais um episódio para a temporada acabar. 

O relacionamento de Jules e Sam (David Paetkau) vai ser descoberto e  terrivel Doutor Toth (Vitor Garber) está de volta, colocando a cabeça de Greg na guilhotina, já que ele sabia do envolvimento amoroso dos dois. 

Um chamado urgente de um laboratório químico, leva a equipe a uma missão de risco e a vida de Jules está em perigo depois de uma explosão, deixando Sam em uma situação complicada, já que ele terá que decidir se respeita ou não o "código de prioridade", onde se deve salvar primeiro a vida dos reféns e depois a vida dos policiais.

Como o segredo do casal será descoberto? Greg será punido? Jules e Sam demitidos? Jules irá sobreviver? Sam irá salva-lá? Qual será a prioridade de vida? É hoje, em ""Priority Of Life" na CTV.

5 de dez. de 2011

Flashpoint Promo: "Priority of Life"

Está chegando a hora de sabermos o que acontecerá com a nossa Jules, no explosivo episódio "Priority of Life". Confiram a promo que está sendo exibida na CTV e cruzem os dedos, por que dessa vez o futuro da Jules está por um fio :


Sinopse:

Quando Greg (Enrico Colantoni) é confrontado com ordens para demitir, a equipe responde a uma chamada terrível em um laboratório químico, obrigando Sam (David Paetkau) a tomar uma decisão que coloca a vida de Jules (Amy Jo Johnson) em risco.
 

30 de nov. de 2011

Flashpoint: Jules corre perigo na reta final da temporada

A quarta temporada de Flashpoint está chegando ao fim e promete muita emoção em seus últimos episódios, principalmente aos fãs de Jules e Sam. Confira o que acontecerá no episódio mais aguardado, "Priority of Life", que trará Jules enfrentando um de seus momentos mais difíceis:

SPOILERS ABAIXO:
















Em um impressionante começo de temporada, tivemos Jules (Amy Jo Johnson) e Sam (David Paetkau) juntos novamente. O casal voltou a ser um realmente casal e encheu os fãs de orgulho, em meio a beijos e uma quase revelação sobre eles aos membros da SRU, vinda da irmã de Sam, Natalie (Rachel Skarsten) , no episódio "Run, Jamie, Run".

Mas não adiantou tentar esconder o relacionamento de todos. Como mostrou o episódio "The Cost of Doing Business", ao ir a casa de Jules para lhe dar a notícia que foi escolhida a profissional do ano, Greg (Enrico Colantoni) acabou descobrindo que ela e seu companheiro de equipe estavam juntos. Felizmente, Greg acabou aceitando e permitiu que eles continuassem na equipe.

Prioridade de vida, Jules em perigo e segredos revelados:

No aguardado episódio "Priority of Life", as coisas irão ficar feias para o casal Jules e Sam e para Greg. Com a volta do temido Dr. Toth (Victor Garber), o segredo do relacionamento de Jules e Sam será revelado, colocando em risco a liderança de Greg.

E os momentos de tensão não ficam acabam por ai. Jules irá correr risco de vida, depois de ficar sem saída em meio a uma explosão em laboratório químico. Será que Sam irá salvar Jules? Qual será a prioridade de vida?

"Priority of Life", que é o episódio 17 dessa temporada, será exibido no dia 6 de Dezembro pela CTV no Canadá. Até lá ficamos na torcida para que o amor de Jules e Sam ultrapasse todas as barreiras. Esse tem tudo para ser mais um episódio marcante e revelador.

29 de nov. de 2011

Foto: Amy passeando em Toronto

No último domingo, Amy Jo foi vista andando pelo bairro turístico The Beach em Toronto, no Canadá. Simpatica como sempre, ela sorriu para foto tirada por Jack Ryan.

Já pensaram como ele foi sortudo. Ele estava voltando da loja de comida de seu gato e encontrou a Amy na rua. Quem aqui também não queria passar por uma situação dessa?

Thank you @DisabledJack

25 de nov. de 2011

Músicas da Amy em versão brasileira!

Ás vezes nem mesmo as traduções das letras conseguem passar para o nosso idioma a real profundidade de algumas canções da Amy, o que muitas vezes nós leva a pensar que seriam intraduzíveis.

Mas isso não impede que músicas da Amy cantadas no nosso idoma, sejam uma das formas de nos aproximar de sua abordagem musical e do sentido de suas letras. E como estamos em um país com bastante gente talentosa, por que não um fã da Amy tocando e cantando suas músicas em português?

Foi o que fez Guliherme Venditti, que compôs versões brasileiras para "Puddle Of Grace" e "Goodbye", ambas com letras que transmitem a mesma verdade e sentimento, característicos das composições da Amy.

Guilherme começou suas aulas de violão em 2004, tudo porque queria a aprender a tocar um dos maiores sucessos da Amy "Puddle Of Grace". Fã da série Felicity, ele contou ao Amy Jo Brasil, que depois de um mês de aulas, ele já começou a tirar as cifras de ouvido e continua fazendo isso até hoje. Ele já chegou a escrever versões para várias músicas da Amy, porém ainda não postou todas.

Em seu canal do youtube se encontram diversos vídeos com músicas covers,  composições próprias e até apresentações ao vivo. Em Myspace está disponível sua primeira versão para a música "Goodbye", com uma letra um pouco diferente da versão publicada no youtube.


Confiram então as versões de "Puddle Of Grace" e "Goodbye":

Quero Amor (Puddle Of Grace)


 
Adeus (Goodbye)

 
Agradecemos ao Guilherme pela autorização, pelas informações e por estar presenteando e inspirando os fãs da Amy através de sua voz, violão e composições.

17 de nov. de 2011

Fotos e comentários sobre o show

Amy Jo Johnson subiu ao palco do Free Times Cafe,  um dos símbolos culturais da cidade de Toronto, e nos encantou com a performance ao vivo e acústica das músicas que apreciamos há tanto tempo.

O local estava lotado e todo o elenco de Flashpoint (com exceção de Hugh Dillon) estava presente. A dupla de mixers Koshii & Hush, que trabalhou em parceira com a Amy em "Since You're Gone" também disseram no twitter que estariam presentes. O show começou um pouco depois das oito horas e Amy Jo Johnson abriu a noite, tendo ficado para  Michael Cram a segunda parte do show.

Amy iniciou a sua apresentação com as músicas "Puddle Of Grace" e "Blue Butterfly Boy", que teve o percussionista Matt Zimbel tocando tambor. Ela também cantou "Simple Man" e "Idealistic Daydream", relatando que essa canção ficou mesmo com o seu segundo nome  (no primeiro CD se chamou "Counting Sheep", no segundo CD, ficou com o nome de "Idealistic Daydream").

Com uma set-list incluindo a maioria das músicas do CD Imperfect, Amy apresentou "Fairway", que não ficou só no violão. Matt Zimbel voltou ao palco, dessa vez tocando cajón, instrumento que revelou-se um acompanhamento muito rico para voz e violão.

O publico não segurou as risadas em algumas frases de "Julia Roberts", música com traços cómicos, e que há anos atrás era utilizada no encerramento dos shows da Amy. Antes de começar a cantar "Julia Roberts", Amy falou sobre a canção:

"Essa música fala da verdade sobre... Eu gostaria de pensar que eu estava realmente envolvida com aquele lugar, mas eu sei que as pessoas realmente não mudam, não é? Então... Eu quero ser Julia Roberts nos filmes, eu quero fazer você rir, fazer você chorar, fazer você querer ser eu..."

Depois dos risos com "Julia Roberts", Amy entrou no clima melódico de "Self Destruction" e antes de começar a próxima canção,  perguntou para a platéia:

"Vocês gostariam de ouvir o nome das músicas? Essa música se chama "God" e é sobre minha infância".

A música "God" ganhou um novo arranjo e Amy cantou a sua terceira parte com uma letra diferente. Quando terminou a canção, Amy olhou para alguem na plateia e falou:

"Eu não ia fazer essa parte" e todos deram risada.

Para terminar sua apresentação, Amy Jo Johnson escolheu seu sucesso mais recente, a música "Dancing In-bewteen" e antes de começar a cantar, ela falou um pouco sobre a origem dessa canção:

"Eu escrevi essa música depois da primeira vez que realmente falhei. E ela se chama 'Dancing In-between'. Ela é sobre aquele momento depois da primeira vez que você teve verdadeiramente uma grande falha e você não morreu e você está bem e você encontra você mesmo dançando no meio-tempo."

Mas essa não foi a última música da Amy. Depois de um intervalo de 20 minutos, Michael Cram iniciou sua apresentação e no final, convidou a Amy  para voltar ao palco e encerrar a noite no Free Times. Então Amy canta "Clear Blue Day", música que não se encontra nos seus álbuns, mas é conhecida pelos fãs da época da série Felicity, onde Amy apresentou a canção atuando como Julie Emrick.

Apesar de não ter cantado "Goodbye", sua música mais recente em Flashpoint e que era a aposta de muitos fãs para o show, Amy acertou na set-list com músicas perfeitas para um acústico e que foram, como sempre, apresentadas com emoção, honestidade e com toda verdade que a Amy  transmite em todos os seus trabalhos. Foram 10 canções ao todo e após o show, os fãs tiveram a oportunidade de tirar fotos e pegar autógrafos com ela.

Essas fotos foram cedidas pela Brittaney com exclusividade ao Amy Jo Brasil, assim como as informações presentes nessa matéria. Ela estava no show, conheceu a Amy pessoalmente e está sempre nos ajudando. Thank you so much Brittaney!













Para quem ainda não viu os videos da apresentação, postamos aqui.

10 de nov. de 2011

Mais vídeos:

Mais vídeos do show acústico da Amy Jo Johnson, incluindo a música "Simple Man", que até então não tinhamos nenhum vídeo. Obrigado de coração as pessoas que estão dividindo esse material com os fãs. Thanks a lot!

"Simple Man" by MissErinJ



"Julia Roberts" by MissErinJ



"Clear Blue Day" by MissErinJ


"Julia Roberts" by joselleck1


9 de nov. de 2011

Dancing In-between

Mais um vídeo da Amy Jo Johnson cantando " Dancing In-between"!


By joselleck1

8 de nov. de 2011

Com novo visual, Amy Jo Johnson canta e encanta fãs no Free Times!

É com grande alegria que informamos que o show foi um sucesso, Amy Jo Johnson e Michael Cram arrasaram cantando no palco do Free Times Cafe, lotado. Que emoção ver a nossa Amy cantando ao vivo novamente!

As músicas mais uma vez transbordaram honestidade e alma. Amy cantou com o coração e com o todo seu sentimento embutido nas músicas. A surpresa no show, porém,  foi o novo visual da Amy. Ela cortou o cabelo, ficando mais linda do que nunca.

Gostariamos de agradacer a Brittaney, nossa super fã de Flashpoint e da Amy, que estava presente no show e foi muito carinhosa e atenciosa quando pedimos que ela gravasse videos para gente. Brittaney we love you! Thank you so much! Valeu também ao pessoal que acompanhou pela comunidade da Amy no orkut e no twitter.

Os primeiro video da música Fairway, foi postado pela própria Amy e ela deixou uma mensagem: "Ontem à noite foi muito divertido;-) foi bom chegar até lá e tocar novamente. Muito obrigado a todos aqueles que vieram"
  
Ainda estamos preparando uma materia com mais informações sobre o show e com as fotos da apresentação. Aguardem!

Seguem os videos:

"Puddle Of Grace" by wudayes


"Fairway" by OlivierGiner


"Fairway" by funnybunny1359 (Brittaney)


"Julia Roberts"  by funnybunny1359 (Brittaney)


 "Self Destruction" & "GOD" by funnybunny1359 (Brittaney)


"Dancing In-between"  by funnybunny1359 (Brittaney)


"Clear Blue Day"  by funnybunny1359 (Brittaney)
 

6 de nov. de 2011

Conheçam o Free Times Cafe!

Chegou o dia! Hoje, Amy Jo Johnson se apresenta ao lado de Michael Cram em um dos locais mais importantes da música intimista de Toronto, o "Free Times Cafe".

Que tal conhecermos um pouco mais sobre esse local, que é elogiado pela imprensa canadense há mais de 20 anos e um dos símbolos culturais da cidade de Toronto.

O site Examine, publicou em 2009, uma matéria onde Thomas Given conversa com a dona do Free Times. Confiram a tradução:

Toronto precisa do Free Times Cafe - Examine.com

Por: Thomas Given

O que foi a tarde que eu tive com a dinâmica proprietária Judy Perly descrevendo o que o 'Free Times Cafe' significa para si mesma e, claro, para a cidade de Toronto.

O 'Free Times Cafe' é um restaurante com um menu judeu enorme e diverso e com pratos do Oriente Médio e do Canadá. É também um bar acolhedor e encantador, com rosas frescas adornando o passar do dia no local. Este é um espaço para uma amplo entretenimento que é cuidadosamente selecionado, apresentado a cada noite da semana.

O 'Free Times Cafe' é também um ícone cultural na College Street de Toronto. No Free Times, os eventos da cidade, do governo a do mundo são discutidos. Há leituras de poesia. Há mostras de arte. Há um grande número de encontros culturais. Para conferir tudo isso, é melhor ir à fonte e olhar o calendário de eventos do Free Times.

"Este é o nosso 28º ano", diz Judy, "e estamos segurando o recorde de ser a mais antiga vitrine musical nas 7 noites da semana de Toronto".

Nas noites de segunda-feira, o palco do Free Times é aberto. "Temos um processo do tipo de mover as pessoas, convidando-as para se apresentarem de novo, ou, eventualmente, pedindo a apresentação de nova pessoa", Judy revela. "Então a lista dos nossos amigos músicos mais próximos sempre está crescendo e mudando". Diz Judy. Então eu perguntei se poderia tocar um dia lá, tenho sido uma baterista de rock and roll por 35 anos. Alguma chance para mim aqui? "Ah, você sabe, provavelmente não", disse ela, educadamente, me deixando para baixo sempre delicadamente.

A música no Free Times é tocada na parte mais acústica. A atmosfera quase chama por ela. Quentes cabines de madeira adornadas na cores verde terra e marron estão espalhadas por todo o local. A sala adjacente é uma longa fileira de cabines e mesas confortáveis para duas ou quatro pessoas, ou mais, bastando juntar as mesas, com uma grande janela panorâmica de frente para a rua.

As paredes são cobertas de obras de arte originais conseguidas a partir da comunidade local. Como se entra pela parte do restaurante, a parte superior da parede oposta ao bar está completamente coberta com artigos de todos os jornais da cidade que elogiaram o 'Free Times Café' ao longo de todos esses anos.

Artigo original e completo em:
http://www.examiner.com/nightlife-in-toronto/toronto-needs-the-free-times-cafe

5 de nov. de 2011

Show da Amy Jo: Are you ready?

Prontos para o novo show acústico da Amy Jo Johnson com o Michael Cram no próximo domingo?

Fans canadenses não percam essa chance, vocês tem uma oportunidade que nós queríamos muito ter! Prestigiem a Amy, cantem junto e aproveitem esse momento especial com ela. Go Amy Jo!

Última mensagem da Amy no Twitter:

"Se preparando para meu primeiro show em 4 anos! No Free Times Cafe, dia 06 de Novembro às 19:30, 320 Colégio St. Toronto! Com Michael Cam!"

4 de nov. de 2011

Rapidinhas

1. Donna Sabine, a substituta da Jules na segunda temporada de Flashpoint, está de volta  no episódio dessa semana da série. A atriz Jessica Steen volta para interpretar Donna no episódio "A New Life" que mostra o casamento de Donna sendo interrompido por tiros, o que leva a equipe a agir na proteção de sua antiga companheira de trabalho. 

Confiram o vídeo promocional do episódio, que na última cena, mostra a Jules correndo perigo de ser atingida de novo.

 
2. Flashpoint continua as exibições dos novos episódios na ION. A emissora está exibindo também os primeiros episódios da temporada desse ano e sempre colocando dois episódios para serem exibidos em sequência no mesmo dia. Para quem ainda não viu, a ION preparou uma página especialmente para a série, é só acessar: 


3. O canal pago MGM Brazil segue exibindo o filme "O Terror Ronda a Escola" (Killing Mr.Griffin) na sua grade de programação do mês de Novembro. Confiram os horários e os dias de exibição do filme:

04/11 - às 00:55 
04/11 - às 19:25 
29/11 - às 16:50
30/11 - às 06:45

A grade completa pode ser vista no site do canal:


31 de out. de 2011

Halloween com Power Rangers e Felicity!

Dia 31 de outubro, hoje, é comemorado o Halloween, ou Dia das Bruxas. A tradição dessa festa popular é forte principalmente nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido e esteve presente como plano de fundo em episódios de duas séries da Amy Jo Johnson. Vamos relembrar esses episódios, que foram marcados pelos elementos e figuras típicas do Halloween, sejam por monstros e doces, ou por abóboras enfeitadas e fantasias estranhas. 

Power Rangers - Episódio: Zedd's Monster Mash 

No episódio da segunda temporada de Power Rangers, "Zedd's Monster Mash" (Montros e Bruxas), Kimberly, Tommy e Billy passam o dia do Halloween cuidando de crianças no bar do Ernie. Lord Zedd planeja separar Tommy dos outros e manda-lo para uma dimensão obscura, onde poderá reviver vários monstros já derrotados pelos Power Rangers. Um dos monstros tem a forma de uma abóbora e já havia aparecido no episódio "Trick or Treat" da primeira temporada, que também envolveu elementos do Halloween, através de um programa de perguntas e respostas que Kimberly participou fantasiada de princesa.


Felicity - Episódio: Spooked 

No quarto episódio da primeira temporada de Felicity, "Spooked", acontece uma festa de Halloween organizada pelos universitários. Julie, fantasiada de Mulher Gato, e Felicity, fantasiada de Noiva Frankinsten, chegam juntas lá e Felicity percebe que Ben não está dando atenção nenhuma para ela. Já a Julie, do lado de fora da festa, recebe o primeiro beijo do estudante de cinema Zack. Ao invés de ficar com Felicity, Ben acaba beijando uma garota fantasiada de Ranger Rosa, o que deixa Felicity nervosa e a faz ir embora antes da festa terminar.


Happy Halloween everyone!

Robert A. Masciantonio fala sobre "Filhos das Trevas"

Hoje é Halloween, e para entrar no clima, teremos duas postagens especiais aqui no Amy Jo Brasil. Primeiro, a tradução de uma entrevista com diretor do filme de terror "Filhos das Trevas", Robert A Masciantonio, publicado no último dia 15 no site Cinedelphia. Selecionamos a parte que o diretor fala sobre a Amy e sobre produção desse filme, gravado em 1998.

A entrevista faz parte do especial "Dias de Horror" do site Cinedelphia, que a cada dia de Outubro traz matérias com diretores e artistas ligados a produção de filmes de Terror.

Entrevista:  Dia 15 "Robert Angelo Masciantonio"

C: Quais foram alguns dos filmes de terror que influenciaram a criação de "Filhos das Trevas" (Cold Hearts)?

RAM: "Os Garotos Perdidos" (The Lost Boys) é definitivamente a base dele. É engraçado porque as pessoas são sempre as mesmas. É um especie de "Lost Boys ripoff", mas há muita mentalidade da Costa Leste que "Os Garotos Perdidos" não tinha.

C: Então, o filme tinha aquele clima de retiro de férias e pequena cidade que "Os Garotos Perdidos" tinha.

RAM: Sim, isso está realmente escrito na história. Os vampiros do mal de "Filhos das Trevas" estão lá para comer os turistas porque eles sabem que as pessoas vêm e vão em toda a cidade.

C: O filme teve um elenco interessante, de Amy Jo Johnson, uma atriz de televisão bem sucedida, a Fred Norris famoso pelo programa de rádio "Howard Stern".

RAM: O assustador Eric Norris.

C: Existem algumas referências de Kevin Smith/View Askew lá também. De onde é que esta mistura de tipos de cultura populares vêm?

RAM: Amy Jo fez um teste para mim, ela veio e realmente ganhou o papel. Eu estava velho demais para "Power Rangers" então eu não tinha a menor idéia de quem ela era (na época Felicity ainda não tinha estreado), eu só contratei ela porque ela arrazou na audição.

Já o Fred foi idéia minha. Eu queria alguém com uma voz reconhecível e isso foi logo depois de Private Parts quando Fred estava fazendo mais trabalho de atuação. Eu nunca contratei Fred pelo programa, ele realmente esteve 10 anos no "Howard Stern" e veio me entrevistar.

C: Você usou uma equipe da Filadélfia para o filme?

RAM: Não, todos da equipe tinha vindo de Los Angales, através de todas as diferentes conexões que eu tinha feito. Fui lá para a audição e acabei conhecendo as pessoas através das pessoas. O que custou para trazer todo mundo, não pesou tanto quanto as pessoas numa condução diária da Filadélfia teriam pesado. Eu acho que nós alugamos nove casas para a equipe e um ponto. Todos os caras das câmera tiveram uma casa, os caras dos cabos tiveram sua casa. Era louco, e isso levou um mês em Ocean City.

C: Tom Savini fez os efeitos especiais de maquiagem no filme. Ele foi recomendado para você, ou foi uma escolha pessoal sua?

RAM: Eu chamei Tom, eu acho que sua loja pode ser sido listada. O script tinha saído para um monte de lojas em Los Angeles e isso fez um trabalho realmente bom, mas eu pensei que daria chamar o Tom Savini. Eu liguei para ele, mas era só a sua voz na secretária eletrônica, e tentei de novo depois. Pela quarta chamada, ele atendeu o telefone e eu enviei o script para ele. Ele me mandou de volta um lance incrível, o que ele disse foi que "eu vou projetar tudo com você e simplesmente os meus meninos vão tomar conta disso." Encontrei-me com ele duas vezes, uma com Amy Jo em Pittsburgh, porque os caras tinham que cobrir ela da cabeça aos pés em borracha, então eu fui lá fora para ser solidário.

C: O que você fez depois que as filmagens foram concluídas?

RAM: Mudei-me para Los Angeles, logo depois que terminou, fiz toda a pós produção fora de lá. Tivemos sessões, tivemos uma exibição grande na Paramount. Dentro de um par de semanas tivemos uma distribuição e estávamos felizes, foi um processo muito rápido. O filme foi para os cinemas em Los Angeles, Nova York e logo depois ocorreu os lançamentos em vídeo e DVD. Synapse Films relançou o DVD, o Don May da Synapse é um grande cara. Agora estamos tentando encontrar o negativo original para trazer "Filhos das Trevas" pela primeira vez no mercado em Blu-Ray.


Orignal em: 

Últimas postagens: